Investidores estão atentos à corrupção

Nos últimos três anos, empresas abertas de vários países foram contatadas por um grupo de investidores do organismo Princípios para o Investimento Responsável (PRI, na sigla em inglês), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU). A associação as pressionou a serem mais transparentes a respeito do …



Nos últimos três anos, empresas abertas de vários países foram contatadas por um grupo de investidores do organismo Princípios para o Investimento Responsável (PRI, na sigla em inglês), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU). A associação as pressionou a serem mais transparentes a respeito do modo como administram o risco de corrupção. Ao todo, 21 investidores institucionais, com US$ 1,7 trilhão de ativos sob gestão, participam da iniciativa. Os resultados foram revelados recentemente, junto com a notícia de que a pressão vai aumentar. O objetivo do grupo é aumentar o número de companhias sob vigilância para mais de 50.

Atualmente, o PRI acompanha 21 empresas em 14 países. Todas elas foram escolhidas em 2010, por serem pouco transparentes e pertencerem a setores em que os riscos de corrupção e suborno são elevados. As companhias não tiveram seus nomes revelados, mas estão sediadas no Brasil, no México, na Rússia, na Alemanha, nos Estados Unidos, no Reino Unido, no Japão, na Coreia do Sul e na China, entre outros países.

As empresas foram encorajadas pelos investidores a relatar, de acordo com os padrões internacionais, a forma como administram o risco de corrupção e suborno em seus mercados. O desempenho delas no cumprimento dessa tarefa foi medido por uma metodologia desenvolvida pela ONG Transparência Internacional. Os resultados, de acordo com a publicação do PRI, foram animadores: 16 companhias melhoraram seus indicadores, sendo que dez delas aumentaram em pelo menos quatro vezes a sua nota entre o começo do acompanhamento, em 2010, e o início deste ano. O maior avanço foi o de uma empresa que multiplicou por seis o seu indicador nesse período.


Quer continuar lendo? hoje

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ONU PRI Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Novas fronteiras
Próxima matéria
Investimento em PE cresce na América Latina



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Novas fronteiras
É consenso acadêmico e de mercado que boas práticas de governança corporativa geram valor para a empresa e seus acionistas....