IBGC prepara carta-diretriz sobre laudos de avaliação

A transparência dos laudos de avaliação será um dos principais temas discutidos na terceira carta-diretriz do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC). A expectativa é de que o documento seja lançado em outubro, durante o congresso anual da entidade. “Daremos recomendações sobre as …



A transparência dos laudos de avaliação será um dos principais temas discutidos na terceira carta-diretriz do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC). A expectativa é de que o documento seja lançado em outubro, durante o congresso anual da entidade. “Daremos recomendações sobre as melhores práticas a serem observadas tanto por companhias quanto por avaliadores, em laudos obrigatórios ou espontâneos”, conta Renato Chaves, coordenador do comitê gestor de cartas-diretrizes.

A carta começou a ser elaborada em junho, e seus relatores — a advogada Norma Parente e o executivo Luiz Spinola — ainda trabalham no levantamento das situações que serão detalhadas. Uma queixa constante em relação aos laudos é a falta de acesso e discussão sobre suas premissas, o que faz com que, em muitos casos, as avaliações sejam contestadas e classificadas como pouco isentas. “A origem dos dados que basearam as premissas precisa ser bem apresentada”, ressalta Chaves, que pretende também incentivar o uso de linguagem clara e objetiva no documento.

Os laudos de avaliação estiveram em discussão durante a audiência pública da reforma da Instrução 361, que trata das ofertas públicas de ações (OPAs), realizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) até o mês de julho. Na ocasião, a autarquia propôs aumentar a responsabilidade das instituições que preparam laudos, na tentativa de elevar a confiança sobre o documento. O tema é controverso, e a versão final da norma ainda não foi divulgada. O IBGC irá considerar as conclusões da CVM na sua carta-diretriz.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Gestão de riscos: um investimento necessário
Próxima matéria
Instrumento de criação de valor



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Gestão de riscos: um investimento necessário
  É natural que, em um mundo cada vez mais globalizado, os negócios se tornem mais complexos. A concorrência...