Vanguard quer aproximar investidores de conselheiros

A Vanguard, segunda maior gestora de fundos do mundo, vai propor a criação de um “comitê de relacionamento com os acionistas” nas companhias em que investe, com o intuito de elevar os padrões de governança corporativa. De acordo com o jornal Financial Times, a partir do próximo ano, o fundo vai …



vanguard-quer-aproximarA Vanguard, segunda maior gestora de fundos do mundo, vai propor a criação de um “comitê de relacionamento com os acionistas” nas companhias em que investe, com o intuito de elevar os padrões de governança corporativa. De acordo com o jornal Financial Times, a partir do próximo ano, o fundo vai escrever cartas para as empresas descrevendo a proposta. O objetivo é que o órgão facilite o acesso dos acionistas aos membros do conselho de administração. Eles querem a oportunidade de expressar suas opiniões e sugerir temas que devem ser levados pelos conselheiros à diretoria.

A Vanguard pretende solicitar a adoção desse comitê nos Estados Unidos e, depois, iniciar uma campanha internacional para implementá-lo. “Os conselheiros independentes estão fazendo um bom trabalho, mas achamos que eles não se engajam com os acionistas como deveriam”, afirmou ao jornal o presidente-executivo da Vanguard Bill McNabb. Segundo ele, ainda há muitos conselheiros independentes que nunca conheceram um investidor.

Ilustração: Rodrigo Auada


Quer continuar lendo? hoje

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Corporativa conselho de administração CAPITAL ABERTO mercado de capitais comitê Vanguard conselheiros Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Austrália pretende diminuir poder de minoritários para convocar assembleias
Próxima matéria
BM&FBovespa se prepara para follow-ons via Instrução 476



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Austrália pretende diminuir poder de minoritários para convocar assembleias
Hoje, na Austrália, qualquer grupo de cem acionistas, independentemente da fatia que detenham do capital da empresa, pode...