Falta iniciativa

Ainda é baixo o estímulo à participação dos acionistas nas assembleias



Os investidores interessados em conhecer o código de ética e a política de negociação de ações dos administradores das companhias têm pouca dificuldade para obter esses dados. Segundo as estatísticas coletadas pelo anuário, mais de 90% das empresas analisadas publicam esses materiais. O alto percentual tem um motivo: as duas práticas são obrigatórias para as emissoras listadas nos níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBovespa.

Em quesitos não mandatórios, contudo, as companhias deixam a desejar. Apenas 12% delas divulgam, por exemplo, um manual de assembleia que designe procuradores para receber as orientações de votos dos investidores. Apesar de baixíssimo, o percentual supera o do ano passado, quando 8% das empresas atendiam a esse quesito.

“Os números evidenciam que, apesar de todo o esforço que vem sendo feito, as empresas ainda não mostram interesse em incentivar a participação dos acionistas nas assembleias”, observa Paulo Vasconcellos, sócio da Proxycon. Isso fica nítido diante do baixo percentual de companhias que adotam ou contratam um sistema eletrônico para entrega de procuração de voto em assembleia (12%).

Cabe ressaltar que, de acordo com o código de boas práticas do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), a convocação da assembleia deve ser feita de forma a favorecer a presença do maior número de sócios possível. Para isso, recomenda-se a utilização de instrumentos como transmissão on-line do encontro, votação eletrônica e voto por procuração.


Quer continuar lendo? hoje

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IBGC CAPITAL ABERTO mercado de capitais Código de ética Manual de assembleia Anuário de Governança Corporativa política de negociação de ações procuração de voto Paulo Vasconcellos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Salários ocultos
Próxima matéria
Nem tão dispersas



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Salários ocultos
Passados três anos desde que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) instituiu o formulário de referência, ainda é grande...