Fevereiro fecha sem emissão de debêntures

O mês de fevereiro não foi nada favorável para o mercado de capitais no País. Segundo boletim divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), o período foi marcado pela ausência de emissões de debêntures (o que não ocorria desde fevereiro de 2009) …



Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

O mês de fevereiro não foi nada favorável para o mercado de capitais no País. Segundo boletim divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), o período foi marcado pela ausência de emissões de debêntures (o que não ocorria desde fevereiro de 2009) e por um baixo volume de operações. As captações das companhias abertas brasileiras somaram apenas R$ 292 milhões — resultado de três operações com notas promissórias, quatro ofertas de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDCs) e três tranches de certificados de recebíveis imobiliários (CRIs). O valor é muito menor do que a média mensal dos últimos seis meses, de R$ 7,9 bilhões.

A turbulência nos cenários político e econômico nacionais, a alta volatilidade do mercado internacional e o recente rebaixamento do rating do Brasil pela Moody’s (a agência foi a terceira a tirar o grau de investimento do País) explicam o resultado pífio. Em 2016, o volume de emissões corporativas domésticas tem retração de 30,2% na comparação com igual período de 2015. No ano passado, a queda no primeiro bimestre já havia sido de 44,9% em relação a janeiro e fevereiro de 2014.

Debêntures

Há pelo menos um dado animador: atualmente, cerca de R$ 2,8 bilhões em debêntures estão em processo de distribuição com esforços restritos, conforme as regras da Instrução 476 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).


Quer continuar lendo? hoje

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM debêntures Anbima Baixo volume de operações Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Empresas brasileiras na mira dos estrangeiros
Próxima matéria
Fim do monopólio?



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Empresas brasileiras na mira dos estrangeiros
A desvalorização cambial é hoje um dos principais atrativos para os investidores estrangeiros interessados em adquirir...