Seletas   |   N@ Web   |   Edição 40

Petrobras privatizada?

Em outros tempos, a Petrobras já foi um tanto combativa na internet: seu blog Fatos & Dados funcionava como um canal para a empresa contestar reportagens ou boatos desfavoráveis à companhia. Com o avanço da operação Lava Jato e a nova gestão, a estatal passou a adotar um tom mais austero nas redes …



Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Em outros tempos, a Petrobras já foi um tanto combativa na internet: seu blog Fatos & Dados funcionava como um canal para a empresa contestar reportagens ou boatos desfavoráveis à companhia. Com o avanço da operação Lava Jato e a nova gestão, a estatal passou a adotar um tom mais austero nas redes sociais — mas vira e mexe os posts dão o que falar. Foi o caso de um texto publicado nesta semana no LinkedIn, no qual João Adalberto Elek Júnior, responsável pela recém-criada diretoria de governança, risco e conformidade, fez um balanço de sua gestão. A postagem, embora não falasse sobre privatização, rendeu diversos comentários sobre o assunto: “A Petrobras, por ter o governo como majoritário, tem limitação de gestão e transparência. Se fosse privatizada pagaria mais impostos, geraria mais lucros aos investidores, menos escândalos, e mais orgulhos [sic] aos brasileiros”, escreveu um usuário. “Já existe uma parcela da iniciativa privada investindo e acompanhando a empresa”, comentou outro, questionando se não bastaria o governo abrir mão do controle da companhia.


Quer continuar lendo? hoje

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Petrobras Operação Lava Jato n@ web privatização da Petrobras Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
“Revolução silenciosa”
Próxima matéria
Fundo de pensão do Serpro sofre segunda intervenção desde 2015



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
“Revolução silenciosa”
Há dois meses, Marcos Severine tornou-se CEO da Brix, bolsa de energia que até 2012 tinha Eike Batista como sócio....