Aumenta apoio de acionistas a pautas ESG

Estudo analisou 2,5 mil assembleias de empresas do índice Russell 3000

Relações com Investidores/Internacional / 30 de novembro de 2018
Por 


Aumenta apoio de acionistas a pautas ESG

Ilustração: Rodrigo Auada

Propostas para melhorar as práticas de sustentabilidade das companhias raramente são aprovadas pela maioria dos acionistas. Mas o apoio a elas vem crescendo consistentemente, de acordo com um estudo feito pelos institutos de pesquisa The Conference Board e RutgersCCLG. Foram analisados os resultados de cerca de 2,5 mil assembleias de empresas que integram o índice americano Russell 3000.

As propostas que receberam mais apoio dos acionistas dizem respeito a temas que estão no centro dos debates nos últimos anos, como diferença de salário entre homens e mulheres, mudanças climáticas e transparência sobre contribuições a campanhas políticas e atividades de lobistas. Aquelas relacionadas a contribuições políticas, por exemplo, receberam em média 28% de votos a favor, ante 24,6% em 2017. Já as referentes a direitos humanos foram aprovadas por 17,5% dos acionistas em 2018, ante 10,7% no ano passado.

O levantamento também mostrou que o número de propostas feitas por hedge funds continua diminuindo. Os autores ponderaram que, para esses fundos, era bastante comum usar essa tática para conseguir atenção dos conselheiros de administração para suas pautas e pressioná-los a adotar as estratégias sugeridas por eles. Porém, nos últimos anos, esses investidores têm preferido outros métodos, como lançar campanhas online expondo seus pontos de vista.


Leia também:

Pesquisa detalha comportamento de investidores ESG 

Transição para economia de baixo carbono é urgente 

Governo das Filipinas passa a exigir transparência sobre fatores ESG


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  sustentabilidade hedge funds ESG Mudanças climáticas desigualdade salarial Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
A (des) governança está de volta?
Próxima matéria
Blockchain: 30 aplicações inovadoras



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
A (des) governança está de volta?
Prometido como futuro ministro da economia, Paulo Guedes anunciou na segunda-feira (19) que o economista Roberto Castello...