Healthtechs e telemedicina

encontro online

o que esperar

O novo coronavírus impõe ao mundo a maior crise sanitária dos últimos anos e coloca as atenções de investidores e consumidores sobre a área da saúde, abrindo um campo promissor para as healthtechs. Atualmente, o Brasil abriga 542 startups do gênero — algumas delas dedicadas a oferecer serviços de cuidado com a saúde a distância, a chamada telemedicina, especialidade que ganhou evidência diante da necessidade de isolamento social. Quais oportunidades a pandemia abre para as healthtechs? Quais atributos os investidores buscam em empresas desse segmento? O que esperar do futuro do setor de saúde no Brasil?

A Conexão Capital convidou três especialistas no assunto para responder a essas e outras questões: Caio Soares, diretor médico da Teladoc Brasil, Marcus Figueredo, CEO e fundador da Hi Technologies, e Rodrigo Baer, sócio da gestora de venture capital Redpoint eventures. 

O encontro aconteceu no dia 24 de agosto.

Convidados

Já é assinante?

Clique no botão e assista ao vídeo

Assistir

Quer assinar?

Então vá até a nossa loja e volte aqui para assistir

Assinar


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar! Já tenho cadastro!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >


assine a newsletter